terça-feira, 29 de julho de 2008

Como mochilar em segurança

Quando você chega a conclusão de que vai fazer um mochilão, dentro ou fora do país, logo te perguntam se é seguro se lançar por aí com uma mochila nas costas. Tem muita gente por aí que mochila sozinho ou mesmo acompanhado. Se for mulher então, nem se fala! Aí é que eles pegam mesmo no sarro. Mas nada de desistir da viagem! Depois que você vira um Mochileiro-Ninja, aprende alguns macetes para dificultar a ação desses criminosos.

Muitos aventureiros tem como principal objetivo em suas trips, fazer trilhas para curtir a natureza, conhecer novos lugares, cidades e pessoas, ver monumentos magníficos ou mesmo testar seus limites, e deparam com a falta de experiência. Ser relapso em alguns momentos dentre outras coisas, podem transformar sua mochilada em um verdadeiro desastre, fazendo com que sua mochilada de fim de semana se transforme em uma épica luta pela sobrevivência. Para evitar tal infortúnio, pois ninguém quer perder a chance de mochilar outra vez, listamos algumas regras básicas de segurança que sempre seguimos e outras que achamos pesquisando pela internet. Fiquem a vontade para segui-las com a sabedoria para convencer a sua galera de que você não será alvo fácil da malandragem.
  1. Não caminhar expondo dinheiro, relógio, câmera fotográfica, aparelhos sonoros de áudio e vídeo e outros itens que possam interessar aos malandros.

  2. Das vestimentas: Fazer um mochilão com calça jeans e sapato é uma piada! Mas acredite, já encontramos gente assim pelo meio do caminho. Use roupas confortáveis, tênis velhos com solado antiderrapante, de preferência impermeáveis, ou leve uma capa de chuva. Leve roupas para o frio e as coloque dentro de sacos plásticos. Vamos evitar a hipotermia. Não se esqueça do boné e dos óculos escuros, insolação é outro caso grave recorrente em mochiladas por ai. Nada de andar como estivesse indo para uma festa de gala, você é mochileiro, então vista-se como tal! De todos os viajantes, o mochileiro é sempre o mais simples e prático. Além do mais, você vai precisar usar roupas confortáveis para andar pra cima e pra baixo. Faça-se parecer um cidadão comum, pois quanto menos você chamar a atenção, melhor!

  3. Deixe cópias de todos os seus documentos (e se possível dinheiro) aqui no Brasil com sua família ou melhor amigo. Diga a eles que você pode ligar a qualquer momento para pedir ajuda.

  4. Tenha cópias de todos os seus documentos (passaporte, vistos, passagem aérea, cartões, etc) na sua caixa de e-mail na internet. Se roubarem as originais, pelo menos você terá cópias em um recurso virtual.

  5. Vale a pena ter um Visa Travel Money: trata-se de um cartão pré-pago recarregável, protegido por senha, que pode ser utilizado em mais de 27 milhões de estabelecimentos comerciais. Além disso, o cartão pode ser usado para sacar dinheiro em mais de 1 milhão de caixas automáticos da rede Visa/Plus espalhados pelo mundo. Em caso de perda ou roubo, basta ligar para a central de atendimento do banco emissor e solicitar o bloqueio do cartão. O saldo poderá ser transferido para um novo cartão e você receberá no endereço que solicitar.

  6. Não levar nada no bolso de trás da calça. Deixe no bolso da frente algum dinheiro trocado para uso imediato e vá repondo conforme a necessidade.

  7. Espalhe as cópias dos seus documentos (passaporte, vistos, passagem aérea, cartões, etc), dinheiro e cartões por todas as partes do seu corpo e da sua mochila. Isso dificultará a perda total de uma só vez. Ande apenas com o essencial. Dinheiro trocado para os gastos do dia e cópias dos documentos.

  8. Se perceber que o locker do albergue é de confiança, deixe o seu mochilão nele, junto com o seu passaporte, passagem aérea, passe de trem e todos os documentos que julgar importantes. Caminhe apenas com xérox.

  9. Faça um Fundo Falso Para Assaltos, ou seja, arranje um método para esconder algum dinheiro especialmente para essas emergências (meia, fundo falso na bota, bolso na cueca ou calcinha, etc) Esqueça que tem esse dinheiro, não conte com ele para a viagem. Só lembre desse extra no último dia da viagem para presentear-se com um belo jantar num lugar chique, por exemplo.

  10. Se perceber que está sendo seguido ou muito encarado, entre em algum lugar movimentado (ex: mercado, galeria), comunique as suas suspeitas para alguém e espere um pouco para sair.

  11. Evite mochilar sozinho: Logo me vem aquela expressão na mente - “só façam o que eu falo, nunca o que eu faço!” Já fizemos muitas mochiladas sozinhas e sabemos dos riscos que corremos, por mais que esteja preparada, o mundo é infinitamente superior… Afinal, não tem graça nenhuma você mochilar sozinho. E se acontecer alguma coisa com você que irá te ajudar, não é mesmo… Evite também de andar sozinho à noite e em lugares desertos, principalmente se você for mulher.

  12. Kit food: Na alimentação leve algo que contenha carboidrato: Bolachas, pão! Algo que lhe de energia: geralmente os doces, prefiro levar os chocolates. Leve frutas, não se esqueça da banana, rica em potássio para a musculatura e ossos. Você pode levar barras minerais, chá em pó, o miojo é básico e clássico também... Bebida no: Infelizmente bebidas alcoólicas e mochiladas não combinam, se você não vive sem a ‘marvada’ ou outro tipo alucinógeno, deixe sua realização espiritual para o fim da aventura, pois ambas comprometem no seu desempenho durante o percurso. E cuidado, pois há cogumelos tóxicos que podem te matar...Evite beber muito,principalmente se você estiver viajando sozinho. Provavelmente não aproveitará totalmente o próximo dia de viagem.

  13. Não confiar em desconhecidos muito simpáticos que logo fazem propostas ou convites. Se alguém se oferecer para tirar uma fotografia para você, desconfie! Se precisar que alguém tire uma fotografia para você, peça para uma pessoa que esteja em um grupo de excursão, os japoneses são ótimos para fotografar!

  14. Não confie muito naqueles porta-doláres que você leva por baixo da calça. Nunca deixe todo o dinheiro nele. Essas bolsinhas já são muito manjadas pelos bandidos, por isso, deixe uma grana nele no intuito de despistá-los, caso seja assaltado. 

  15. Se entrar numa multidão, parar para apreciar uma paisagem, ver um artista de rua, olhar vitrines ou fazer  qualquer coisa que vá prender sua atenção, segure firmemente seus pertences para evitar a ação de batedores de carteiras.

  16. Tenha o conhecimento de si: Por mais que queiramos realizar algo, temos que saber o limite do nosso corpo, até onde ele pode chegar. Então antes de encarar um desafio como este, faça um levantamento: Para onde voa vai? Qual distância que vai percorrer, em quantas horas se faz este percurso, qual o grau de dificuldade da mochilada, qual o tipo de terreno, clima... Antes faça um teste caminhando pelas proximidades de casa duplicando a distância estimada e descubra seu ritmo e condições para o desafio.

  17. Assessórios básicos: Não se esqueça de levar: lanterna, bússola, cantil com água, celular, relógio, saco de dormir, barraca, um calçado bem confortável e uma capa de chuva. Esses tipos de materiais são os melhores amigos de um mochileiro.

  18. Kit SOS: Na caixa de primeiro socorros não deve faltar band-aid (Curativo) para possíveis cortes nas pernas, ou nos braços, pois as feridas infeccionam rapidamente quando não se tem um hospital por perto. Sabonete, pasta de dente e escova, pois quando estamos perdidos, cansados e sujos, o ato de se limpar te dá energias para continuar. Comprimido para purificar a água, dor de cabeça, resfriado, diarréia, febre, dor estomacal. Protetor solar, manteiga de cacau, repelente, faixa de pano.

  19. Noção e espaço: Vê lá por onde andas, tome muito cuidado antes de pisar ou sentar em algo, fique atento com os animais e pessoas que pode encontrar por ai... Verifique sempre se onde andas está tudo tranquilo ou deserto demais. Em qualquer sinal de perigo, CORRA E GRITE. Sempre tem alguém que poderá te ajudar. Mesmo que seja o Chapolim Colorado.

  20. Nunca menospreze o local que você estiver: pois ele poder te enganar, aquela sensação de calmaria pode complicar sua vida... Ao atravessar as ruas, cuidado, tome muito cuidado com os carros, se for pegar uma trilha, cuido com os barrancos, as corredeiras, tome muito cuidado para não escorregar, ao atravessar pontes fique atento com seu estado. No retorno tenha a mesma atenção do que na ida, a maioria dos acidentes acontecem na volta. Parece pouco improvável, mas é na descida de montanhas que temos que tomar mais cuidado. Algumas pedras não parecem, mas são lisas e cair nunca é legal, principalmente quando ocorre uma torção.

  21. Respirando fundo: Está dica vai pra quem está exausto. Ao fazer uma mochilada por mais cansado que esteja jamais sente e deixe a musculatura esfriar, primeiro diminua a passada, se estiver em uma subida íngreme, tente andar em ziguezague, se ainda falta forças, pare, mas não sente. Evite falar em quanto caminha. Quando bebe a água, evite tomar grandes quantidades de uma só vez.
É óbvio que existem muitas outras formas de se precaver, mas aqui já temos um bom começo. No demais, sem neuroses! Você já está fazendo bastante coisa para não passar situações cabulosas.


Share:

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

Garanta seu Seguro Viagem

Reserve Já seu Hotel

Booking.com