quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Chapada dos Veadeiros

Pra quem não conhece, a Chapada dos Veadeiros é um parque considerado Património Natural Mundial. Grande parte do parque está dentro dos municípios de Alto Paraíso e Cavalcante. A entrada Principal do Parque Nacional fica no vilarejo de São Jorge, distrito de alto paraíso.

Existem basicamente 3 locais que servem de base para explorar a chapada:

Alto Paraíso – 200 Km de Brasília
São Jorge – 230 Km de Brasília
Cavalcante – 300 Km de Brasília


A melhor época para visitar a chapada é entre abril e outubro, época da seca. Durante o período das chuvas, algumas atrações ficam impossibilitadas de serem visitadas.

Como todas as vezes, saí de Brasília depois do trabalho… sempre tento sair um pouco mais cedo para escapar do trânsito da saída norte, mas nem sempre é possível… desta vez deu certo… 8 da noite já estava em são Jorge, montando minha barraca.


Desta vez, fiquei no camping Lunabel. Este camping é bem legal, estruturado. Custa 15 reais por pessoa. Já aconteceu de eu ficar lá alguns dias, o camping aberto, e ninguém aparecia para cobrar a hospedagem… O camping tem lugares demarcados para as barracas, banheiro masculino e feminino separado, com água quente. Dormimos cedo, pois no outro dia pretendíamos fazer uma trilha logo cedo.

No dia seguinte, pela manhã, fomos até a entrada do parque. No parque existem 2 trilhas principais. A trilha dos Saltos do Rio Preto e a Trilha dos Cânions.

A distância de ambas é aproximadamente 6 Km, e cada uma passa por diferentes atrações:

Trilha dos Saltos:
Salto do Rio Preto 1
Salto do Rio Preto 2
Corredeiras

Trilha dos Cânions
Cânion 1
Cânion 2
Cachoeira das Carioquinhas

Como já conhecia a trilha dos Saltos, fomos conhecer a trilha dos Cânions. Foi fácil entrar em um grupo que ia fazer essa trilha. O parque estava bem cheio pois era um feriado prolongado.



A trilha começa no mesmo caminho da trilha dos saltos, passando pela vegetação característica do cerrado. Depois vira em uma bifurcação e segue para outro lado. O caminho é mais sobre pedras e passa por alguns lagos até chegar no Cânion I. Formações rochosas impressionantes. Podia descer por umas pedras e entrar no poço que tem em baixo do cânion.

A trilha continua por mais meia hora, até chegar ao Cânion 2. Dá pra ver perfeitamente por onde o rio passa e vai esculpindo as pedras… Nesse Cânion tem um paredão de pedra que se pode pular e cair no poço embaixo. Claro que eu só pulei depois que vi algumas pessoas pulando antes!!!

Mais uma hora de trilha e chega-se a cachoeira das carioquinhas… Maravilhosa!!! Só não gostei mais porque estava com muita gente na hora que chegamos lá!!!

Seguimos caminhada por mais uma hora, até voltar à entrada principal do parque.

Chegando no camping, ficamos sabendo que haveria uma festa de música eletrônica em Raizama. Era conhecida como “Igreja Trance do Divino”. Uma vez eu havia visto no Jô Soares entrevista com um dos criadores da tal Igreja e fiquei curioso. Demos uma descansada e fomos conferir.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário