sábado, 29 de janeiro de 2011

Turismo GLS em São Paulo

Um dos segmentos que está em plena ascensão no Brasil é o Turismo GLS, com a realização da IGLTA de 2012 no Brasil esse processo está cada vez mais acelerado e já começamos a perceber isso nitidamente com os hotéis e pousadas se adaptando ao Gay-Friendly.

E São Paulo não fica atrás, a rua Frei Caneca, conhecida por concentrar inúmeros points voltados ao público GLS (Gays, Lésbicas e Simpatizantes) recebe a partir de hoje uma nova Central de Informações ao Turista GLS, a CIT. Em parceria com a Embratur e a São Paulo Turismo o Casarão Brasil endereçado no número 1057 da rua paulistana, objetiva ser local de abrigo para diversos grupos do segmento.

Dados oficiais da prefeitura de São Paulo relatam que no ano passado mais de 400 mil turistas participaram da Parada GLBTS na cidade. Almir Nascimento, presidente da ABRAT GLS (Associação Brasileira de Turismo para Gays Lésbicas e Simpatizantes),afirmou que além de informações sobre festas e eventos duas estagiárias foram treinadas para orientar os visitantes em situação de crime de ódio e intolerância, indicando postos de atendimento como delegacias e hospitais onde o assunto pode ser encaminhado.


Oito shoppings, 25 cafés e bares, 23 boates, 20 restaurantes e oito saunas. A São Paulo Turismo (SPTuris) listou 91 estabelecimentos comerciais paulistanos gay friendly, ou amigo dos gays, sem contar as indicações de parques e museus.

A idéia, segundo o diretor de Turismo e Entretenimento da SPTuris, Luiz Sales, é divulgar as opções da cidade para que o público gay, que vem à capital com mais intensidade na Parada Gay, volte em outras ocasiões.

Os atendentes são bilíngues (português e inglês) e foram treinados a orientar o caminho mais seguro, explicar como funcionam as casas noturnas ou um restaurante. “Foram treinados pela SPTuris, visitaram alguns desses locais e conhecem as preferências e exigências desse público”, diz Almir Vieira Nascimento, da Abrat-GLS.

Sobre a questão da identidade de gênero, “o turista será tratado de acordo com sua apresentação, ou seja, um transexual será recebido nesta condição e não por aquilo que porta em seus documentos”, completou Almir.


Durante o mês de parada GLBTS, que acontece em junho, o CIT funcionará diariamente nos horários das 10 às 19h já nos outros meses ficará aberto de segunda à sexta no mesmo horário. Na central o turista vai ganhar um kit com o mapa de São Paulo mais um roteiro cultural e gastronômico totalmente voltado ao público em específico.

Para quem desejar conhecer o espaço, o endereço segue abaixo:

CIT GLS
Rua Frei Caneca, 1057, Consolação
Horário de Funcionamento:
Maio/2010: de 2ª a 6ª feira – 10h às 19 h.
Junho/2010: todos os dias – 10h às 19 h.
Fone: (11) 3101-4155
Reações:

2 comentários:

Postar um comentário