domingo, 10 de julho de 2011

Viajar é...

Descartes falava que as viagens nos livram dos preconceitos de que só em nossa terra se vive bem. Goethe dizia que se alguém quer se superar deve viajar. Stevenson não ligava para títulos, nem riquezas, nem esperanças, somente pedia um céu sobre a cabeça e um caminho sobre os pés. Bacon explicava que, na juventude, as viagens aperfeiçoam a educação e na maturidade expandem a experiência. Jack Kerouac escreveu relatos de viagens em seus livros, que me emocionam e me fascinam. Jack London foi o viajante mais aventureiro que já li. Ele esteve no Japão, no Alasca, na Sibéria, nos mares do Sul, na Austrália, no Havaí e no México. Para Alain de Botton, viajar é uma arte. Che Guevara antes de ser guerrilheiro foi mochileiro. Jesus Cristo andava a pé pelas sinagogas, salvando putas de linchamento e conversando com os pobres. Todas essas figuras são influências na minha vida de viajante. O último haikai que Bashô escreveu antes de morrer, falando de sua jornada poética: "Doente em viagem/ Vagueiam-me os sonhos/ Pelos campos ressequidos". Para mim, viajar é conquistar os bens naturais do mundo, sem perder os valores essenciais do espírito: bondade e esperança. Buscando algo que só a paz que levo aos outros podem me fazer feliz!
Share:

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

Garanta seu Seguro Viagem

Reserve Já seu Hotel

Booking.com